domingo, abril 1

Dia com data

O dia primeiro de Abril foi o dia que ela oficializou como tendo sido o primeiro do nosso namoro, por isso é natural que continue a ser a data escolhida para as suas tentativas de suicídio.

Amou-me do puto ao homem.
Abriu-me livros antes de si extractos de poemas.
Levou-me a locais antes de si meras imagens.
Obrigou-me a raciocinar o que antes de si não imaginara.
Ajudou-me a exigir um Eu exigente.

Depois veio o acidente e a desumanidade da tetraplegia... aquele miúdo que fui reclamou-a a Deus durante um ano, e depois deixei-nos.

Já vivi quase tantos anos como os anos que nos passaram, e em todos eles hoje penso mais em Luísa Consiglieri.
O ano passado estava viva...

Abraço em diVIDA

A pessoa que eu fui
que até ao fim ela vai amar
depois dela extinguiu-se
e é ela quem não pode andar?


22 comentários:

Papoila disse...

Ola amigo, muito sentido o que escreveste. De facto, nao e possivel fechar feridas, isso e utopia... Mas, podemos sempre pedir a uma gaivota que com a sua subtileza leve a ferida, ainda que por momentos, para outros miradouros... E nesse intervalo, de pseudo-ausencia da ferida, limpar o nosso sorriso... Sou uma pessoa, extremamente sensivel, por vezes as mhas feridas apoderam-se de mim...
Mas, hoje decidi voltar, deixei a minha ferida numa caixinha dourada e logo a noite regresso ao blog com mais um texto, onde te aguardo com ternura,
Enfrenta as tuas dores com carinho...
Deixo-te um bjinho das nuvens de algodao doce,
Papoila Sonhadora,

Tangerina disse...

Lamento.
Bjo tangerínico.

Cindy disse...

Com respeito, vou ler-te, mas pouco comento, porque nunca sei o que dizer em momentos difíceis...

Fica um abraço forte, bem apertado!
Beijokitas boas.

Dias... disse...

PAPOILA
Obrigada.
Esta ferida está em mim à tantos anos que já sou eu.
As Gaivotas são cada vez mais raras e os Miradouros estão cada vez mais invadidos de gentes.
Muito bom saber-te de volta, muita força miuda.
Beijinho

Dias... disse...

TANGERINA
Obrigada.
Felizmente foi noutro Dia...

CINDY
Obrigada parceira.

Beijinhos para ambas.

Papoila disse...

Ola, passei para agradecer cada letra que, delicadamente, semeaste no meu cantinho! Deixo-te um doce bjinho,

P.S. Olha para o ceu cada nuvem pode ser uma gaivota, cada estrela, cada flor, uma imagem de sentidos...

Papoila Sonhadora,

Momentos disse...

Dias...eu sei que certas coisas não são fáceis de ultrapassar, possivelmente nunca se ultrapassam... A vida parece ingrata connosco, mas fui aprendendo a aceitar... acabei por criar uma certa filosofia de vida... acabei por encontrar uma certa serenidade... no meu sentir ficarmos agarrados aquilo que nos magoa nao nos ajuda... quando alguem que nos é querido parte, agradeço o facto de se ter cruzado na minha vida, agradeço as aprendizagens que fiz, e respeito a sua decisão em partir sentindo que cumpriu a sua missão, recordando os bons momentos e não a tentando prender junto a mim... Muito teria a dizer neste aspecto mas... não me quero alongar por aqui... se um dia precisares de conversar... estarei sempre disposta Eessenciamulher@sapo.pt

Elipse disse...

as escritas são sempre ficcionais. as vidas também o são, muitas vezes. há DIAS em que não sei distinguir umas e outras. e tu, sabes?

Por uma lagrima disse...

Passei acidentalmente, mas o que li deixou-me a meditar e...
passar...
passar...
passar...
Voltarei muitas vezes e se a m/ presença contribuir para a cicatrização dessa ferida, então... deixa-me ficar aqui ao teu lado.
Beijinho doce duma lágrima salgada

Phantasma disse...

Olá AMIGO.

É sempre muito complicado quando os Anjos nos levam alguém pelas suas mãos.

Para a nossa tristeza os BONS vão sempre antes.

Um grande abraço AMIGO.

Dias... disse...

PAPOILA
Vou olhando… permito-me voar um pouco também… e às vezes resulta.
Obrigada, beijinho forte.

MOMENTOS
No Homem, a vida, por mais bem vivida que seja, é sempre ingrata. Faz parte da nossa essência não estarmos bem com a vida, tal como faz parte da nossa vida procurar vive-la com gratidão. Também já o aceitei mas não me permito ser tão optimista como tu.
Muito obrigada pelo carinho e pelo endereço.

Dias... disse...

ELIPSE
Claro que não.

POR UMA LÁGRIMA
Obrigada pela companhia.
Beijinho

PHANTASMA
Tudo de bom parceiro.

Papoila disse...

Ola, boa noite para descontrair um pouco esta ideia de feridas e magoas... Lanço-te um desafio, escreveres um post acerca do que farias tu com o orvalho da manha?
Bjinho de algodao doce,
Papoila Sonhadora,

Mestre disse...

Há que viver cada dia como se fosse o ultimo, dizer tudo o que nos vai na alma como se não houvesse amanhã.

Porque depois, sem o sabermos, somos roubados do que mais gostamos e sentimo-nos impotentes, revoltados com a injustiça da perda.

Há que erguer a cabeça e recordar os bons momentos, e quem sabe esperar que do outro exista mesmo o reencontro.

Abraço

Dias... disse...

PAPOILA
Hoje à noite desafio-me

MESTRE
Forço-me diariamente a relembrar essas premissas, mas sei também que as esqueço demasiadas vezes.

Obrigado a ambos

sony disse...

Sinceramente...Sinto muito e FORÇA!
Um bj sony

Dias... disse...

Ola SONY e obrigada pela visita.

Já foi num outro dia, o grosso da emoção voltou para tras do ventriculo esquerdo de onde (espero) só no proximo ano voltará a emergir. Até lá fica a cicatriz eternamente por fechar.

Beijinho e boa sorte

-pirata-vermelho- disse...

Bonita elegia, caro dias!


Um abraço pela sua delicadeza e hombridade.

Dias... disse...

Obrigado PIRATA VERMELHO, ha dias em que um abraço é tudo o que se precisa.
Retribuo, claro.

fuinha disse...

Olá amigo. Tristes as tuas palavras, tristes , saudosas e sofridas.
A vida é feita de contratempos, de momentos bons e menos bons, mas lembra-te de uma coisa, sorri, mesmo que o teu sorriso seja triste, porque mais triste que o teu sorriso, só mesmo a tristeza de não te ver sorrir...e lembra-te, na vida há pessoas que passam e não deixam nada, há outras que passam e deixam muito e há outras que não passam, ficam para sempre!!!!
Beijoka grande da para sempre amiga,

Carla aka Fuinha

Dias... disse...

Oi Carla, estava-te a estranhar, bemvinda.

Obrigada pelas palavras, eu sei que são verdadeiras.

Beijo enorme miuda

M. disse...

Aqui. Onde não me encontrava o ano passado. Ali até já nem dói assim tanto, eu sei, conheço demasiado bem os dias com data, os dias em que se pensa mais.
Há verdades que nos marcam. E há quem vá sem nunca ter deixado nada. esses lamentam-se um dia e esquecem-se. E há os que deixam legado, não devem ser chorados mas recordados. Foi o que tu fizeste.

Um beijo

Minha foto
Algés, Oeiras, Portugal
eu sou quem