quinta-feira, abril 26

Amiga de sempre


Longos períodos passámos na desavença mas somos amigos à uma vida.
Namorados por uns dias, fomo-lo toda a infância.
Não nos vemos à um século mas diariamente a encontro.

Com ela cresci quando os quintais eram cor, risos, crianças… mais de dez contava eu naqueles três prédios. Hoje, quando regresso, os quintais estão abandonados, tristes, vazios de infantes, vazios os rostos que nos educaram… são outros quintais hoje.

Com ela, que mesmo não o tendo sido considero a minha primeira mulher, descobri, revelei e construí, a essência e o corpo. Como se fosse sua obra o princípio de mim, como se fossem seus os primeiros mamilos que beijei, como se fosse em si que descobri a Noite.

Com ela, joguei à bola, às casinhas, ao elástico, às cartas, aos amigos, ao homem e à mulher. Foram para si as primeiras palavras que escrevi. Sentados nos muros das traseiras, aprendi a conversar, aprendi a musica, a praia, o telefone, as danças… aprendi a superioridade da Mulher. Foi ela quem disse que as mulheres teem de ser cuidadas, lição que por sua causa aleija cada vez que infrinjo, e infringir é a minha sina.

Amo-te amiga de sempre, e o Alentejo ali tão perto…

Abraço de toda uma vida

21 comentários:

SONY disse...

AIIIIIIIIII!! Arrepiaste-me!
Meu querido amigo Francisco...que me ensinou a ser tudo o que não era...que saudades de ser criança; jogar à macaca, saltar à corda, fazer fogueiras no S.João!Jogar ao Berlinde! Era tudo tão inocente...tão limpido, tão sem maldade...onde estão estas crianças hoje?
Onde estão?
Nas discotecas com cigarros na mão, gravidezes imaturas com idade de brincar com bonecas...enfim...que bom é recordar :-)
Obrigada Dias! :-)

Martini Man disse...

Há sempre uma primeira mulher. E tanto depende dela...

Cindy disse...

Bom dia!
Que bons velhos tempos!

Quem não teve um amigo do sexo oposto, não teve nada! Acho que é o melhor para a nossa formação...

Infelizmente, este tipo de amizade não está presente para sempre, porque mudamos os nossos hábitos, a nossa maneira de estar, os nossos parceiros... no entanto, é óptimo recordar e como diz o Victor Espadinha: "Recordar é Viver!"
Depois... o Alentejo é já aí ao lado! Recordem a 2!

Beijokitas!

Lia disse...

Saudades de uma inocência há muito perdida...
Também recordo dois amigos, mas apenas um continua do meu lado... o outro, a vida acabou por separar-nos...

Um beijo e um sorriso

fuinha disse...

Os amigos de infância são sempre os que mais saudade me deixam, talvez porque a distância nos separou, no entanto, eu sei que eles são e sempre serão os meus melhores amigos. Tenho saudades de vocês, mas também sei que algures, vocês pensam em mim tal como eu penso em vocês e no meu coração, estará sempre um lugar reservado para os meus dois melhores amigos de sempre e para sempre.
Beijos saudosos...

Dias... disse...

SONY
Sabes que os nossos avós disseram o mesmo dos nossos pais, que por sua vez disseram o mesmo da nossa infancia...

MMAN
Pois...

CINDY
Incrivel como deixamos o tempo passar... é vergonhoso para mim, para nós, que o Alentejo seja MESMO ali ao lado.
Beijoca

Dias... disse...

LIA
É geral, mesmo as piores infancias são recordadas com carinho.
Beijo

CARLA
Sei que ela me sente, só que à demasiado tempo que não lho dizia.
Beijo amiga

SONY disse...

Vim dizer boa tarde Dias!
BOA TARDEEE!!! HI HI HI BJ SONY

Papoila Sonhadora disse...

Ola Andre, espero que estejas bem! Amizades sao linhas de ouro que cosem o Ser e o Sentir! Como se de magia se tratasse, como se de um sonho saisse, Amizade e muito melhor do que Amor, e Entrelaçar dois seres sem restias de mal querer e simplesmente viver na partilha do Abraço. Sabe tao bem o abraço. O Abraço tem duas medidas, duas faces, ha aquele abraço com bjinho no meio e ha o que se distancia do bjinho, em qual ficas?
Deixo-te um doce bjinho, "E por vezes"...
Papoila Sonhadora,

impulsos disse...

Lindíssima declaração de am(or)izade!
E como te compreendo...
Sei de que quintais falas, conheço alguns muito parecidos onde, também eu, descobri o significado dos valores mais importantes da vida, como o são a amizade e a partilha.

Beijo num impulso

Elisabete disse...

Ao meu Amigo de sempre,

quero dizer que estou feliz.

Tenho um sorriso estampado no rosto desde esta tarde quando, ao passear por um pedaço de teu ser, me vi. Fiquei emocionada...

O tempo passa, a distância separa-nos, mas estamos sempre presentes. E como é bom partilhar uma vida desde o momento em que nos lembramos de nós próprios.

Noutras oportunidades disse-te e quero agora repeti-lo: és o meu amigo mais precioso, aquele que, por mais "séculos" que passem, estará sempre no meu coração.

Um beijo cheio de saudades com a promessa que, em breve, vou bater à tua porta...

Késia Maximiano disse...

quem tem amigos tem tudo..
bjos

Dias... disse...

SONY
Bom dia :)

Olá PAPOILA
A amizade sente-se eternamente com vontade, mesmo quando não nos acompanha.
Alguns amores não se tem vontade de sentir, mas acompanham-nos eternamente.
Amar o melhor amigo é perfeito!

Gosto do abraço longo e sentido, que permite que o carinho goze a transfusão de amor para o amigo, é um abraço que sem beijinho beija todo o ser, mas tenho de fazer mais vezes a barba...
Beijinho azedo

Dias... disse...

“E por vezes “

E por vezes as noites duram meses
E por vezes os meses oceanos
E por vezes os braços que apertamos
nunca mais são os mesmos E por vezes

encontramos de nós em poucos meses
o que a noite nos fez em muitos anos
E por vezes fingimos que lembramos
E por vezes lembramos que por vezes

ao tomarmos o gosto aos oceanos
só o sarro das noites não dos meses
lá no fundo dos copos encontramos

E por vezes sorrimos ou choramos
E por vezes por vezes ah por vezes
num segundo se envolam tantos anos.

By: David Mourão Ferreira

Dias... disse...

IMPULSOS
Sempre uma honra receber os teus comentários.

Esses Quintais eram também um Amigo, mas este Amigo de pedra, barro e flores que tudo viveu com todos, envelheceu muito pior que nós.

Outro, noutro impulso.

KÉSIA MAXIMIANO
Quase tudo, quase tudo...
Obrigada pela visita, beijos.

Dias... disse...

BETA... Amiga...

por uma lágrima disse...

De seu nome... Francisco
Da sua infância... a saudade
Do seu coração... estas palavras tão nobres sentidas por uma pessoa tão linda.
PARABÉNS
Beijo

Ines disse...

Sabes... há uns poucos meses dei por mim a reatar amizades de sempre - aquelas que são de sempre e para sempre, mas por alguma razão ficaram distantes.
Percebi que ás de infância não é fácil chegar, ou talvez não tenha tentado...
Mas as da adolescência, (e penso que é dessas que falas), soube tão bem voltar! Mas foi estranho. Há uma intimidade, uma proximidade que a adolescencia permite e que não é igual à da idade adula.
Enfim... divagações!
Desculpa a "invasão"!

Dias... disse...

POR UMA LÁGRIMA
Beijo

INES
Obrigada pela "invasão".
Neste post falo de uma amizade que vem desde sempre, mas tenho a sorte de ter comigo a maior parte dos amigos de todas as idades da vida.

Mestre disse...

Por vezes lembro-me do que será feito daqueles amigos da escola, da primária ou mesmo do secundário, que a vida por qualquer razão afastou e que, sem as tecnologias de hoje, se torna mais difícil encontrar.

Grande momento amigo.

Dias... disse...

Obrigado Mestre
Dos velhos amigos, aqueles que não trouxe sempre comigo, quando os reencontro, não consegue ser a mesma coisa... não sou um tipo facil, ou se calhar paciente ;)
Grande abraço parceiro

Minha foto
Algés, Oeiras, Portugal
eu sou quem