segunda-feira, setembro 17

Dias...


A minha vida está em Lisboa, onde asfixio.
Êxodo Urbano precisa-se
.
Abraços

31 comentários:

Um Momento disse...

Hum...
Em Lisboa asfixias...
No Porto chove a cantaros
Sopro um beijo de bom dia
Desejo de uma boa semana
Num abraço daqui aí
Liberto eu calor Humano
Asfixia lá agora
Com o sopro que emano

Bom dia Dias :o))

Beijo Nosso
(*)

Um Momento disse...

Estive a apreciar as tuas imagens...Parabéns!
Estão magnificas!

(*)

as velas ardem ate ao fim disse...

Como te percebo.

Parece que estou a definhar nesta cidade.

bjinhos

Pratas disse...

Bela "colagem" de fotos. Bons momentos longe da cidade.

Boop' disse...

Posso perceber-te perfeitamente e ao mesmo tempo amar Lisboa e não me imaginar sem ela?

Bouquet disse...

Olá Dias!
Adorei as tuas fotos, desde o toque do mobiliário urbano,ao olhar do cavalo, passando por muralhas, a porta fantástica acontrastar com o vermelho e os vinhos, bonito mesmo, um Mundo à tua volta!
Sentes-te asfixiado?
Lisboa também tem mar!
Abre a janela ou melhor a porta!
Hoje abriu-se uma porta imensa na minha vida...toma um pouco de ar para ti...
Um beijo respirado e um bouquet:-)

Ki disse...

Sábado tive no ALentejo em Melides, foi fantástico, realmente >LIsboa é asfixiante, e estar lá a escutar o silencio numa praia em que o sol n queimava e a água de tão salgada era macia? São estas pequeas coisas que nos refrescam a alma, há é q n esquecer de as procurar.

Beijinhos :)

era uma vez... disse...

Lisboa pode ser asfixiante mas quando me encontro fora ou vou para Braga, passado um tempo sinto falta e saudade daquela agitação, daquela asfixia que faz parte de todos os nossos "dias".
As fotos estão lindissimas, adoro as cores e há uma que encantou... Adivinha:P

Beijo e boa semana.

*Marta* disse...

Reconheço sem dúvida a terra e as presenças. Aqui tão à mão e tão fora do meu alcance, ab aeterno aquele candeeiro. Ai aquele candeeiro…
E ainda me criticam por ter escolhido viver neste cuzinho de Judas…
Há lugares que uma vez visitados têm o condão que nos deixar uma nostalgia após a partida. Respiram-se as diferenças e chora-se por mais. A asfixia no regresso é quase ilusória porque no fundo não passas sem ela e até das filas intermináveis entre pontes terias saudades. E compensas-te sempre nas pequenas “grandes” coisas que hão de vir, como uma grande noite num concerto debaixo das estrelas…
Ou então, estou completamente enganada e nesse caso.. pahh, “exôda-te” para cá de vez homem! Jááaaaaaa

Beijo grandeeeeeeeeeee

Barão Van Blogh disse...

"...Um pássaro de fuligem do pincel cai
De asas abertas inesperado livre vai..."

Desejos de uma boa semana .

Teresa Durães disse...

se por acaso apanhares essa camioneta para o êxodo urbano, avisa, também quero ir (com urgência) antes que seja atropelada pela mesma...

beijos

Flash disse...

Num acto de grande generosidade decidi oferecer-te um bilhete para as Berlengas!
Mas não te podes esquecer de levar o PC e a placa para que não deixes os teus fiéis "a sêco"!

É verdade, o bilhete é de bote de borracha.

Abraço rural

Mestre disse...

Belas fotos, a cidade em todo o seu esplendor.

Abraço companheiro.

impulsos disse...

Belo trabalho fotográfico.
Parabéns!
Mas pensa bem, calmaria a mais, também asfixia...
E que tal encontrar um equilíbrio entre o rebuliço da cidade e a monotonia da pasmaceira do campo?
Isso é que era!
;)

Beijo

GarçaReal disse...

Se aí estás mal....por aqui não está melhor...Também me falta o ar.


bjgrande

Isabel disse...

Vim aqui parar trazida pela água ( post sobre a água acabado de ler na bettips) e depois de ter escrito sobre o ar.
Também asfixio em Lisboa, tenho axfixiado em qualquer lado a vida toda mas principalmente em Lisboa.
Êxodo urbano sim. Estamos cansados. Estamos derrotados. Falta a força para sorrir até.
Eu respiro num paraiso longe daqui e sensação de respirar tornou-se permanente enquanto existir esperanca de encontar o meu lugar.
Adorei o teu post.
Tudo hoje pareçe vir a propósito

Abraço

Isabel

Diva disse...

Amen!!!
Bjs meus

Cindy disse...

De vez em quando faz bem respirar ar puro, sentirmo-nos livres! Liberta a mente e cansa o corpo, nada melhor!

O fds passado, foi o que fiz... aproveitei as vésperas de Inverno para arranjar "mantimentos" para a lareira! Fui às pinhas e à lenha! Cheguei ao fim do dia estafada, mas com o cérebro limpo! Foi óptimo!

Longe vão os tempos em que ía com o avô para o campo, em cima da carroça das vacas! Tempos perfeitos!

Um beijo bom!

Dias disse...

UM MOMENTO
Muito obrigada
Beijo

AS VELAS
Mas contínuo a ama-la como uma primeira vez, no regresso pela 25 de Abril, longe na noite.
Beijinhos

PRATAS
Obrigadão

Dias disse...

BOOP
Eu posso dar-me ao luxo de dizer que a odeio APENAS porque a tenho a dois passos, sem ela não me imagino, mas quero-o muito, SAIR!

BOUQUET
Obrigadíssima.
Aspirei o beijo, era dos bons, oxigenou-me.

KI
Tenho a sorte de não precisar de as procurar. Fazem parte dos meus dias.
Beijinhos agradecidos

Dias disse...

ERA UMA VEZ
Não adivinhei, mas muito me agrada agradar-te.
Boa semana e beijo

MARTA
Adorei :)
Grande Beijooooooooooooooooo

BARÃO
... boa semana.

Dias disse...

TERESA
Se não chover urgentemente vou mesmo ter de encontrar oxigénio algures, depois digo-te o local e a hora da partida.

FLASH
Nem que fosse a nado, já lá passo.
Abraço urbano

MESTRE
Obrigadão
Abraço parceiro

Dias disse...

IMPULSOS
Teleportação de todo o conceito de casa seria a minha solução.
Beijo

GARÇA
Devemos ter respirado algum O2 fora de validade…
Grande Beijo

ISABEL
Bela resposta, muito obrigada.
Abraço

Dias disse...

DIVA
Santinho…
Meus beijos

CINDY
Amiga privilegiadaaaaaaaaa, se eu tivesse a tua vista nem tinha PC em casa.
A nostalgia percebe-se com a idade, mais e mais… é tão bonita mas tão dolorosa também.
Beijo bom

Joshua disse...

Lisboa, vista de cima inspira. O mal é que nem sempre pode ser vista a partir de cima.

Se andar de avião fosse mais comum, tão comum como andar de bicicleta, era ali, em cima que andaríamos com um laptot bem aberto à nossa última postagem.

Abraço, Dias, Aparece!

Ovelha Negra disse...

Eu continuo a amar Lisboa! Tenho saudades da cidade.
Obrigada , obrigada, obrigada!

beijos

Observadora disse...

Ol�
Extasiante Catedral dos Oceanos
emergindo a Capital de Portugal que
reliquias foi extraindo... Seres vivos que aqui aportam e trocando
v�rios ideais... olhos nos olhos se olham, honrando feitos mortais...Nunca existe escurid�o sempre que Lisboa passa e traz dia
no cora�o e uma gra�a cheia de gra�a... Adoro Lisboa

mari crrrrruuuu... disse...

E que tal um passeio pelo Ribatejo?? Golegã, por exemplo... Um concelho lindo! Se cá vieres dá uma apitadela que sugiro-te alguns sítios interessantes :)

Bjinho***

Miosotis disse...

Olá!
Passei por aqui....ainda!
Gostei do que vi!
Posso deixar a legenda?
Uma a uma da esquerda para a direita ...
- Quiosque no passeio fronteiro ao areal, Foz do Arelho
- Arco de Santiago e entrada nos sanitários públicos, Óbidos
- Porta típica da vila, Rua Direita, Óbidos
- Ameias do castelo, ala poente, Óbidos
- O cavalo, aqui sem charrette, transporte típico dentro da vila, Óbidos
- Candeeiro público, Foz do Arelho
- Porta da vila, Óbidos
- A nossa ginja

Fica bem!!!

Miosotis disse...

Ahhh...
Fiquei deslumbrada com as fotos que esqueci-me do propósito que me trouxe aqui.
Mas não ir sem te deixar este alerta...a partir daqui farás o que entenderes.
http://rarissimasconfissoes.blogspot.com/
Convém saber com quem lidamos...
Fica bem!

ContorNUS disse...

obrigada pela partilhade um sentimento que emergiu (de)mente

Minha foto
Algés, Oeiras, Portugal
eu sou quem