segunda-feira, fevereiro 18

Visitou-me, o Inverno.

Do Norte despejou o pranto de Filhas e Viúvas, que rapidamente fizeram de Oeiras ilha. Do Leste desferiu o clamor dos ausentes, fustigando calçada, porto tornada, reconstruindo texturas flashadas, assentes no ribombo do Sul trazido.

Castanho o Tejo, icíclico se revolteia. Força sem ritmo, empurra as paredes que lhe colocámos por diante, trepa-as, contorna-as, procura-me, e eu corro, finalmente corro!

Intruso um Sol se reflecte diferente nas bordas dos despojos de uma noite de Inverno.

Foi curta, demasiado curta, mas foi Inverno, e encantou-me.

Abraços

22 comentários:

Goddess Night disse...

Encantou-me mais o teu dizer, porque este breve Inverno assusta-me.

Saudades tuas, mas estás bem?
Um beijinho muito barulhento, sacudindo as saudades de te encontrar por aí.

GarçaReal disse...

Afinal era o Inverno esperado...Um querer de chuva.
Foi demais é certo, mas....

Bom ver-te de regresso

bjgrande miudo

Cindy disse...

E que Inverno!
Beijos bons!

Um Momento disse...

E sorrio pois finalmente corres...
Inverno que acompanha sentires jorrando lágrimas de saudade que ao cairem manifestam a sua vontade de a tudo cobrir num beijo molhado á noite e ao dia que há-de vir...
Dourado Tejo que o abraçou e assim a tudo trepou, e assim te encantou...

Apanha este beijo nosso que a ti eu te dou...

(*)

impulsos disse...

Dias
Escreveste lindo sobre algo que devastou casas e bens de tanta gente...
Mas a alma de poeta é assim, vê beleza até nas tempestades.

Mas é ele
Inverno esperado
Que vindo atrasado
Talvez por isso
Furioso se mostrou!

Beijo

Lídia disse...

... já tinha perguntado aos meus botões se estarias bem... Regressaste e presenteaste-nos com um belo texto. Foi um dia de Inverno desastroso e assustador mas... já passou. Tudo passa. Bj

as velas ardem ate ao fim disse...

Eu tenho sauades do Verão!
bjo

M. disse...

No mesmo instante talvez, realizava-se outra corrida, não de pernas mas de bruços, na raiva da água molhada, os males entranhados enfraqueceram e foram-se.
Libertou-se.

Boop' disse...

Eu dei por mim acordada na madrugada a ouvir a tempestade amainar...
Tu emprestaste aqui poesia a essa noite!

Waldorf disse...

Dias, já sentia as calças a encurtarem com a saudade!!!
Muita coisa havia para dizer sobre o Inverno, mas não me apetece!!!!

Que sejas bem vindo às lides abecedárias, eu por mim vou-me embora com a promessa de voltar, quando me apetecer!!!!
Talvez no Outono!!!

Não nos abandones, miúdo!!!
Abraço à chuva!!!

moonlover disse...

Esmagada pela leitura deste texto fico a sentir a tempestade das palavras,

um abraço com mt força para estes Dias um pouco mais nebulados.

a drop of kissies,
moon

Iana disse...

Olá encontrei você em um blog de uma amiga em comum e resolvi fazer-te uma visitinha... adorei o que li... e deixo-te aqui um dos meus poemas, nada maravilhoso mas feito de alma e coração...
beijo
Iana!!!

"O verdadeiro Amor: Não se divide, se dá por inteiro,
O verdadeiro Amor: Não traz mágoas,
Nem pesadelos.... Tristezas, ou infelicidades...

O verdadeiro Amor: Se entrega sem olhar para trás...
O verdadeiro Amor: Alegra a nossa alma, e transmite paz e calma...
O verdadeiro Amor: É transparente e manso...

Não é cego como dizem.
Quando se sente o verdadeiro Amor:
Vê claramente, o sorriso, o carinho, a dedicação, a cumplicidade e a afeição....

O verdadeiro Amor: É vivido dia a dia....
O verdadeiro Amor: Não se aprende
O verdadeiro Amor: Se sente...
Mas quando vir esse teu ´´Verdadeiro Amor´´´!!!

Ame ele...
Sinta ele...
E se o Amares mesmo
Vais ver, sentir, que tudo é perfeito
E não terás dúvidas...
De que é...
´´O VERDADEIRO AMOR´´.......

Dias disse...

GOODDESS
Assustadores deveriam ser todos os Invernos, como na nossa juventude. Hoje temos mais ou menos Frio, mas já não existem estações :(
Nem fisica nem psicologicamente estou bem, faz parte dos recomeços, dos dias...
Abraço muitA comprido e sentido, mas ainda devagarinho.

GARÇA
Bom estar de regresso, falta-me é mais chuva :)
Grande beijo miuda.

CINDY
Curtinho...
Bons beijos

Anônimo disse...

Passo na tarde fria..
Apenas para te dizer que adoro esta tua foto...e és quem...eu ADORO

Beijo Nosso...em Ti

(*)

Dias disse...

UM
Já te tinha dito que várias vezes gosto mesmo muito muito muito das tuas respostas?
Beijo nosso

IMPULSOS
Não foi uma tempestade, foi o Inverno, nós é que não estamos preparados (e habituados) a recebe-lo.
Belo reply, obrigada.
Beijo

LIDIA
Empresta-me uns desses botões porque nunca consegui afinar os meus :)
Muito obrigada, Bj.

Dias disse...

AS VELAS
Também me falta Verão, mas AGORA é Inverno!
Beijo frio e molhado.

M.
Sincronicidades ... :)
Fico sempre muito contente quando se liberta (menos as flatulências)

BOOP
Muito obrigada
Beijo aos dois.

WALDORF
Estabeleces demasiados prazos nesse teu não querer ser de.
Abraço agradecido e cada vez mais velho.

Dias disse...

MOONNNNNNNNNNNNNN
Ai amiga que agora já só nos vemos na Boda, se me emprestarem um Balão...
Obrigadoon por tudo.
Abraço forte, mas antes deixa-me tomar um benuron :)

IANA
Ainda bem que gostas-te e obrigada por teres comentado.
Temos formas diferentes de perceber o Amor, e ainda bem, cada um ama como sente.

ANONIMO
Esta foto é da autoria de uma GRANDE amiga, pode ser que um dia me lembre de divulgar os seus trabalhos, uma amadora que às vezes faz milagres.
Perdoa-me por não beijar anónimos, mas fica um aceno na tarde que de fria ainda não se vestiu.

Waldorf disse...

Dias, meu velho miudo.
Só damos importância ao prazos de validade porque nos ensinaram que eles existem!!! E eu, meu caro, não tenho rótulo, só tenho rótulas,duas, que por sinal funcionam MUITO mal!!!

Bahhhhhhhhhhhhh

Maria Luar disse...

Visita-me na despedida do Inverno.

Abracinhos

*

xi

*

Statler disse...

Dias, miúdo, até me arrepiei todo com as tuas palavras!!!

Beijo-te com sabor a mar, vestido de lua.

Pratas disse...

1 abraço de Inverno. Gostei :)

Verônica Martinelli disse...

A quem o inverno não encanta?
Talvez pq as pessoas estejam menos preocupadas em mostrar seus corpos,, suas poucas roupass,,,mas meincanta ainda mais o Outono...e suas folhas...Mas há sempre um Sol para aparecer por uma nuvem...

Beijos!

Minha foto
Algés, Oeiras, Portugal
eu sou quem