quarta-feira, setembro 10

O meu ansiolitico não tem Aloe Vera

Banho-me químicos-free num Oceano de drogados, receitados e não receitados, que insiste argumentar as benesses de um Mundo sóbrio.

Impressionante a quantidade de anti depressivos com que diariamente privo... putos e velhos, com especial incidência na minha geração, estamos todos paridos!

14 comentários:

A pata brava disse...

Temos de encarar os ansioliticos e psicotropicos como um outro medicamento qualquer... Desde que melhoremos!
Embora esses medicamentos nos possam ajudar, não são a base da nossa recuperação.
Ai está a chave para a qual muita gente ainda não "acordou".
Beijinho
P.B.

Goddess Night disse...

Fujo deles! Dos depressivos e dos anti-depressivos. Já desistiram de mos receitar:).
No entanto, reconheço esta realidade, nos rostos dos nossos dias...
Sorrir será sempre o melhor remédio. E, rir de nós e dos outros a melhor das aventuras:-).

Gosto de ti a cores, a preto e branco, longe, perto...Sei lá,
GOSTO.

Clic...Abracei-te e vou:-)

as velas ardem ate ao fim disse...

Muito paridos!Mesmo!

bjo

GarçaReal disse...

Hoje em dia parece que nada se faz sem anti-depressivos...
É uma triste realidade.

É natural que esteja mesmo hipotecada a nova geração.
Acho preocupante.
Isto é um bom alerta

Gostei

Bjgrande do Lago

mari crrrrruuuu... disse...

Se agora até já se ouve falar em stress pós férias, imagina a forma como os anti-depressivos dominam o mercado e as cabeças de quem os toma e receita e os recebe como uma coisa milagrosa.

Eu acho mais simples rodearmo-nos daqueles de quem gostamos e fazermos coisas que gostamos!

Tinha saudades tuas!!!!
Muitos beijos

Teresa Durães disse...

achaques das idades? nem por isso que agora as depressões começam cedo

M. disse...

num país de sol como o nosso é de admirar.Ouvi dizer que o frio já chegou aí. está provado que o consumo de anti depressivos decresce de Norte para Sul, portanto, se não se pode vender sol em comprimidos é descer até cá abaixo três vezes por ano et voilá..


beijos do mar AC

Gato Aurélio disse...

(...)
Sofremos não porque nosso time perdeu,
mas pela euforia sufocada.
Sofremos não porque envelhecemos,
mas porque o futuro está sendo
confiscado de nós,
impedindo assim que mil aventuras
nos aconteçam,
todas aquelas com as quais sonhamos e
nunca chegamos a experimentar.
Como aliviar a dor do que não foi vivido?
A resposta é simples como um verso:
Se iludindo menos e vivendo mais!!!
A cada dia que vivo,
mais me convenço de que
o desperdício da vida
está no amor que não damos,
nas forças que não usamos,
na prudência egoísta que nada arrisca,
e que, esquivando-nos do sofrimento,
perdemos também a felicidade.
A dor é inevitável.
O sofrimento é opcional.

Carlor Drummond Andrade

;O)

Lídia disse...

... estamos queimadinhos... don't worry, be happy!

Carla disse...

todos não que eu confesso que não fazem parte dos meus hábitos
mas infelizmente o consumo aumentou de forma significativa nos últimos anos
beijos

Dias disse...

Mil perdões a quem me comenta, uma destas madrugadas serei bem-educado :)

Obrigadissimazicimo a cada um de vós, e Beijos e Abraços aos molhos.

impulsos disse...

Infelizmente, nos dias de hoje, quase toda a gente, para poder continuar a ter uma vida normal, tem de tomar essas coisas que lhes tolhem os neurónios e lhes faz tremuras nas mãos...
É triste, mas é real!

Beijo

Pratas disse...

Não uso, nunca usei, e espero sinceramente nunca vir a usar.. a ver vamos.. mas vou sempre tentar resistir.

1 Abraço sóbrio

Dias disse...

O meu ansiolitico são os meus carissimos amigos oculos-de-sol :)

Minha foto
Algés, Oeiras, Portugal
eu sou quem