terça-feira, setembro 22

Desta vez vou ter Côr !

Assim que pude votar, votei. E desde ai, excepção feita ao referendo em que a Liberdade perdeu para o Aborto, votei sempre!


Nulos ou Brancos, para o Parlamento Europeu. No inicio porque não acreditava que a Comunidade Europeia pudesse fazer algo por Portugal, e agora porque tenho a certeza que não faz !

Um Romântico PSR para a Assembleia da Republica. E Brancos desde ai...

Provavelmente um Sampaio, útil ou não, não me recordo nem me arrependo, foi o nosso único Bill Clinton... de resto: Brancos para a Presidência da Republica!

E, desde que posso votar que voto Isaltino Morais para Oeiras. Porque é o melhor para Oeiras e para mim, independentemente de quão bom é também para si e para os seus.
Mas, estou farto que não dêem atenção ao meu voto, principalmente porque o meu voto (em Branco) pretende significar um não a todos que a todos deveria embaraçar... mas não, pelo contrário, o desembaraço da impunidade é hoje Politica.

Por isso, desta vez vou dizer-lhes algo diferente: Há um par de meses votaria Paulo Portas, prefiro uma maior repressão em detrimento da minha liberdade pessoal, porque liberdade pessoal é algo que de qualquer forma já não tenho/temos. Mas hoje, estou dividido entre Os Portas... mas decidida está a radicalização do discurso do meu voto!

Beijos e Abraços com côr

5 comentários:

Cindy disse...

Eu tenho a certeza de quem NÃO quero ver por lá, mas também não vou votar no outro grande, para não dar maioria absoluta. O Portas é uma boa opção!

Beijocas e 2ª logo falamos!!

AnaMar (pseudónimo) disse...

O voto em branco significa que não há alternativas que nos governem. No entanto, o importante é acreditar! E lutar. Seja por uma cor só, ou pelas 7 do arco-iris.

Bj

Eu se calhar, vou pelo arco-íris (Branco)

Mestre disse...

Desde as últimas autárquicas de Lisboa que passei a entregar o meu voto a movimentos: Roseta em Lisboa, MEP nas Europeias e ainda tenho algumas dúvidas para o próximo domingo.

Infelizmente, a dispersão dos votos dos mais "revoltados" com o sistema só vai favorecer que lá está. Mas detesto isto do voto útil mas a este ritmo não acredito que exista uma mudança de poder - logo é votar diferente.

Abraço

mari (a)penas... disse...

Tenho aprendido que a melhor forma de derrubar derrubar uns, muitas vezes, é exaltar outros.

Na política é assim. Foi o que fiz nas europeias e, pelos vistos, outros tantos pensaram como eu e agiram da mesma forma.

Boa crónica!

Beijinhos

Camila disse...

Pois
.....

Minha foto
Algés, Oeiras, Portugal
eu sou quem