domingo, outubro 26

Vivo!

Sou bloguista à uns anitos, porque sempre tive mais algo a dizer sobre Paintball. Abri uma segunda janela, porque sempre tive mais algo a dizer sobre os dias.

Quem por aqui anda há algum tempo sabe que amei como ninguém amou mais! E quem por aqui anda há algum tempo aprendeu que sou praticamente imune à dor.

Morri por Amor e vivo! Mas insistir na vida depois do Amor implica um futuro insensível, mas um futuro...
E nestes dias insensíveis de futuro, precisei de chorar todos os privilégios.

O Amor mata, mas não vence nem nos vence!

13 comentários:

Menina do Rio disse...

E morremos para viver, pelo amor que mata...
Boa semana pra ti, querido
Beijos do lado de cá

♥Serena♥ disse...

Amas como só tu...
Sentes como ninguém...
Cada lágrima chorada é um sopro de vida que alimenta quem coração tem...
O Amor não mata...
Apenas nos fere para lhes darmos o seu devido valor...
Só que ás vezes as feridas são tão intensas que preferimos viver com a dor e não com o amor...
O Amor vence sempre...nem que esse Amor seja o Amor Próprio...

Beijo cada lágrima por ti chorada sendo para mim um enorme privilégio poder estar aqui... e poder dizer...Estamos Vivos e... ADORO-TE!

Beijo Salgado!

***

isabel mendes ferreira disse...

:))))))))))))
pois presume mal "Kerido" Dias...


sei. sei muito bem a geografia íntima de cada verbo....
ando por dentro deles há muito muito tempo...:) alguns anos mais que os seus ___________:)
_________________

abraço cordial.


a Si________tão "infinitamente VIVO!!!".

Cindy disse...

Vive-se e morre-se por amor!
Interessa é ressuscitar para uma vez mais morrer!

Beijos vivos!

Teresa Durães disse...

mas o amor moi e fica retido na memória

Lucí disse...

Olá...

Achei o teu blog por acaso, estava a procurar um trevo de 4 folhas e cai aqui de para-quedas...

Adorei, voltarei mais vezes!..

Perto do amor, a vida parece insignificante, mas sem vida não há amor..

^^ Beijo, boa semana!

as velas ardem ate ao fim disse...

Tb falo de amor!

Raios o partam.

um bjo

Pratas disse...

Tive que ler duas vezes.

Forte é como te vejo. Havendo dor não a vejo em ti, vejo-a apenas em algumas palavras que pelos dias são escritas por aqui...

1 Abraço,

O Amor mata, mas também faz renascer. Não deixes de acreditar.

disse...

* ...

moonlover disse...

Sou bloguista há poucos anos
nunca tão forte como tú
mas o pouco tempo que por aqui passei
tenho a certeza do quanto és capaz de amar apesar dessa capa de durão
sente-se na tua escrita a paixão

Nunca ninguém consegue estar imune à dor!

A foto espelha o que estás a sentir!

um abrabeijo daqueles bem fortes de quem sabe mt bem o que estás a sentir,
*b

M. disse...

Praticamente imune à dor? fachada!

Dias és tão mole como muita gente mas preferes esconder-te.

Contudo, pelo pouco que te conheço sei que se andasse à tua roda seria de pantufas ou em bico de pés

Beijossssss vivaço

A pata brava disse...

Não quero acreditar que sejas "praticaente imune á dor".
São palavras fortes demais e que juntas na mesma frase até ficam mal! ihih
Dias, alturas na vida ha em que parece não haver mais fundo. Temos a sensação que já sofremos tudo o que havia para sofrer. Pior não pode ser.
Pois, mas há!
Os sentimentos são controlados por nós. Se "embicaste" para ai, nunca mais vais sair. Tens de acreditar no amor.
Só porque o azeite e a ággua não se misturam, não devo desistir de os misturar com outras líquidos.
O mesmo acontece com o amor. Só porque a pessoa A e a pessoa B não se entendem ou tiveram uma má experiência, não quer dizer que a pessoa A e B não se possam missturar com outras quaisquer.
É muito difícil explicar isto aqui, principalmente quando se tem frio e pressa! Mas deves acreditar que não és imune à dor, ao amor, ao sentis, ao gostar...
Acredita em ti e na boa pessoa que és!
Já pensaste que poderias dar tantas alegrias a outra pessoa, com o teu amor e que, por causa dessa "mania" não o fazes?

Liberta-te!
beijinho
P.B.

AnaMar disse...

O amor não mata. Pode é morrer-se por falta de amor.

Abraço

Minha foto
Algés, Oeiras, Portugal
eu sou quem