domingo, agosto 17

Dias de Bigodes

Na segunda metade dos anos 80 abundava criatividade no som que enchia (sim, enchia!) a grande Lisboa. Ena pá 2000, Mler if Dada, Croixant, Pop del Arte, Mleril de Nembutal, etc, apresentavam reportórios muito mais que contemporaneamente aceitáveis, bons! Mas faltava ao bom a força, a energia, os riffs, o rock!
No preciso momento em que foi possível importar discos, Cu de Judas, Alcateia, Pestisida, STS, Mata Ratos, etc, passaram a soar como intervencionistas a 78 rpm... e o Bigodes entrou-me pelo quarto dentro com uma guitarra eléctrica agarrada ao sorriso malicioso. “Faz ai uma, e umas letras!”.
O baterista só podia ser o Animal, o meu
irmão. E o baixista conheci-o a saltar-me do palco para cima no concerto de Motorhead em Cascais, o Mosca, uma óptima referencia.
Durante uns meses fomos os mais rápidos de Lisboa e arredores, e nos arredores reencontrei o Bigodes, o guitarrista (dos mais rápidos que alguma vez ouvi), a alma dos Apocalips!!

Desses dias pouquíssimo me recordo, mas estes guardo-os.

12 comentários:

Silvia disse...

Dias!!!!
Estou de volta! Para quando o nosso café????
Aguardo resposta tua.
Beijos Loiros;)

Joanne disse...

Muito bom! Ser arrojado e seguir as novas tendencias quando precisamos delas para nos realizar! *

moonlover disse...

São de momentos históricos que a nossa memória, selectiva, nos trás de volta para nos deixar a pairar enquanto revemos e sonhamos, tentando perpetuar cada imagem, som ou frase.
Muito bom este teu "reviver o passado em Lisboa" ;^)

Carinho disse...

Vem me dar um pouco de pracer, vem...
Espero-te no meu canto.
Beijo

"O Autor", disse...

Realmente, ninguém me obriga a ver, ler e ouvir tudo o que citei no meu post. Mas desse lado do oceano, as coisas andam decadentes. Novelas ditam modas e crianças de 12, 8 e até 5 anos participam de concursos de dança explicitamente obscenas e, depois, reclamam do grande número de casos de pedofilia no país.

Houve um tempo em que as meninas sonhavam com o mundo da moda. Hoje, sonham com as páginas da Playboy. Foi o que revelou Andresa Soares, para os íntimos, mulher-melância.

Obrigado pela visita, tempo e comentário!

Gato Aurélio disse...

memórias...
e se a gente se prende nelas...?

beijosaosdias

mundo azul disse...

Algumas coisas, com certeza, valem a pena serem lembradas com um sorriso nos lábios...


Beijos de luz e o meu carinho!!!

M. disse...

Os meus cumprimentos ao Bigodes.

Um beijo para ti.

Missão cumprida apesar de te teres "portado mal"

:ppp

Goddess Night disse...

“Faz ai uma, e umas letras!”.
Uma proposta acertadíssima, para a tua pessoa.

Certamente, que todos tentamos prolongar aquilo que é bom na nossa memória!

Os anos 80, foram aqueles que nos viram crescer:-).

Beijo, beijo,BEIJO...

Dias disse...

SILVIA
Respondido esta, oh Loira dos Off Topics...
Beijos Morenos

JOANNE
Viver...
*

MOON
Reviver ajuda a viver mais sorridente :)
Obrigada

CARINHO
Prazer? E deste canto nada?
Beijo

Dias disse...

O AUTOR
Portanto, a culpa da pedofilia é das crianças não estarem fechadas em casa, e não dos doentes que não entendem que existe um tempo fisico e emocional para se coitar ?...
Presumo que a culpa das violações seja das mulheres serem tão gostosas e aproveitarem qualquer raio de Sol/Lua para se mostrarem, e não dos animais que maculam vidas para esvaziar egos doentes ?...
Meu caro Autor, não me parece que valha a pena continuarmos a visitar-nos porque pior que discordar de ti (é optimo discordar), acho a tua linha de raciocinio absurda!
A melhor das sortes e um abraço do outro lado do Atlantico

Dias disse...

GATO
Prendemo-nos e desprendemo-nos, umas vezes perigosamente demais, outras de menos, mas viver demasiado o passado, para alem de secar quem nos rodeia no presente, impede-nos de assumir o futuro.
Na prática, é um ninho, com troncos podres...
Beijosaogato

MUNDO
Tento relembrar tudo com um sorriso, mas não o conseguem ler-mo dos labios.
Carinho na luz deste beijo

M.
Se não me portar mal, não sou eu :P
Para ti um beijo

GODDESS
Os anos 80 foram incriveis!!
Antes, invejava quem viveu os 60s e 70s, hoje lamento quem não viveu os 80 :)
Tres Beijos, o ultimo deles bem granjola

Minha foto
Algés, Oeiras, Portugal
eu sou quem