quarta-feira, março 19

Aquele amigo

Encontro com alguma regularidade “aquele” amigo de infância.

Aquele que invariavelmente trajava e brincava com objectos emprestados.

Aquele que ninguém escolhia para jogar na sua equipa.

Aquele a quem a pobreza de espírito familiar cedo esmagou qualquer ambição profissional.

Aquele que genuinamente embaraçado se escondia debaixo das mesas quando uma mulher se aproximava da malta.

Aquele que perdeu a virgindade com uma prostituta.

Aquele que tem a unha do mindinho comprida, para melhor recolher parafusos, burriés e cera dos ouvidos.

Aquele que nas madrugadas entre turnos, vai à pensão buscar a companheira lavada dos espermas mas nunca do trato.

Aquele que é o único dos amigos de infância que pára tudo por qualquer um de nós, seus amigos de infância.

A sua alcunha, Peido Amarelo. Um bom amigo que tenho desde sempre, um homem muito maior do que eu a quem a vida se negou. Resta-lhe ser bom.

Abraço enorme

15 comentários:

Mestre disse...

Amigos...que seria de nós sem eles, especialmente os verdadeiros, os que deixam tudo para ajudar o outro.

Que nunca faltem.

moonlover disse...

Nunca mais encontrei esses amigos de infância, a vida tratou de nos afastar e perder o rasto.
Mas os meus amigos recentes são muitos especiais, cada um á sua maneira, surpreendem-me com frequência, com a sua dedicação e carinho.
Como diz o João Melo neste seu último cd para crianças:

Quando estamos tristes
Quem nos ouve, quem lá está?
Melhor que ter amigos não há!

Quando queremos festa
Quem alegra quem lá está?
Melhor que ter amigos não há!

DorotúAmigo
um beijo molhado
moon

Lídia disse...

Os amigos... os verdadeiros... ficam acordados ao nosso lado. Ouvem-nos e o tempo deixa de correr. Somos só nós e eles... sem pressas, medos ou vergonhas. Bj

Cindy disse...

Olá, olá, olá!!

Estranho tanto a tua ausência...

Welcome back!

Ainda esta noite sonhei que estive no paleio n tempo com um amigo que já não vejo há muito, muito tempo... pusemos a conversa em dia!!! lol

É bom tê-los, revê-los, sonhá-los (!)... não importa a vida que levam, com quem andam, o que vestem, interessa é serem "aqueles" amigos!

Beijos bons e poucas amêndoas!

GarçaReal disse...

Comentários lidos e interiorizados.
Obrigada

Volto breve para te ler e comentar
bj

PHANTASMA disse...

A vida até parece uma festa...
...Em certas horas isso é o que nos resta...

O preço que ela cobra é muito caro.

O que adianta ficar frágil como uma criança?
Apenas por medo ou por insegurança?

Ficar bem ou mal acompanhado...
...Não importa se der tudo errado.

Tenho um grande amigo, um amigo que apenas o saber da nossa existência mútua nos alimenta.

Um amigo que um dia me coloquei a frente de uma 9 por ele.

Acontece, acontecerá sempre enquanto eles existirem.

Beijos e Abraços

Teresa Durães disse...

lindo texto este

GarçaReal disse...

Há amigos assim...

Na juventude são postos à margem..
Porquê? Porque a vida é madrasta e à partida separa..Mas é aí que estão justamente as almas nobres por esculpir...

A homenagem diz tudo!!!
A ti obrigada por lembrares pessoas que ainda existem.

bjgrande miudo lá do Lago

Gotika disse...

Ola vizinhooo
Pois é uma porra,mas vou parar por uns tempos...
Como dizem vocês gaijos...As mulheres são complicadas...
Gostei do teu texto.
Exitem amigos que são para toda vida...
Miudo
:))) não te esqueças que sou mais velha ...
Embora pareça uma xavala :)))
Mas como dizia:
Miudo
Desejo te uma Pascoa cheia de paz.
Ah sim tambem amêndoas ainda refilas comigo...
Deixo te beijos gotikos.

Deixa me ir ver os meus velhotis com os pezes pra cova adoro elisss jinhosss

Marta Ribeiro disse...

Olá!
Venho dar a conhecer e convidar-te para conheceres e tornares como algo frequente a tua visita pelo meu blog “Silêncios da Alma”, um espaço onde partilho os textos que escrevo com sentimento…espero que gostes, serás sempre bem-vindo(a).

Boop' disse...

As alcunhas...
ÀS vezes são crueis...

Os amigos, esses nunca o são verdadeiramente!

Beijos grandes!

Goddess Night disse...

Gostei da descrição.
Os grandes amigos que ficam para sempre, são pessoas que nos aceitam como somos e a quem nós aceitamos como são,independentemente de tudo.
Esse teu amigo, apesar de viver no lado mais obscuro da vida, tem com ele a satisfação de se manter fiel às amizades.
Um beijo ao teu amigo e outro para ti.

M. disse...

Antigamente é que era, como no Tintin, nas anventuras dos cinco, dos setes e de outros tantos, selavam-se amizades fundadas num pacto especial sem que fossem precisas palavras, porque eram simplesmente genuínas. Quando reencontrados mesmo passados muitos anos é quase como se tivessem deixado a conversa a meio pronta a ser reatada naquele momento. Hoje... trata-se por amigo o primeiro trauseunte que aparece, por razões erradas, por interesse, por estética, porque fica bem parecer amigo deste ou daquele. A fiabilidade é tanta que vão abaixo ao mínimo deslize, sem perdão possível. Baahhh

Felizmente,embora raros, ainda existem muitos "Peidos Amarelos"


Um beijo

Um Momento disse...

Como é bom ter Amigos assim...

Como é bom ter-te como Amigo

Deixo um beijo imenso a ti...
ao teu Amigo...á Amizade

A este belo texto cheio de sentimento

(*)

as velas ardem ate ao fim disse...

Quem teu um amigo assim tem tudo!

bjo

Minha foto
Algés, Oeiras, Portugal
eu sou quem