sábado, janeiro 12

Mais um...

A integridade da minha moral funamboliza precipícios sociais.
Dependendo do entusiasmo das convicções, voo ou tombo.
Dependendo da qualidade da emoção envolvida posso, ou não, encontrar compromissos que amparem a hipocrisia.

Quando esta Ego-moral os mais queridos me fere, regresso à dor que de mim expulsei com a que para sempre me ocupa, permitindo que a intrusa se passeie pelo olhar até que do exterior palavras confirmem o obvio: não há moral no sentir.

Pranto de solidão amparado na multidão, lancei pedidos de atenção a alguns dos mais e menos queridos com quem partilho, descobrindo apenas um disposto a deixar de receber para entregar. Naturalmente estão desatentos, são egoístas, humanos, como eu.

Duas pétalas de verbo, de mais não precisei. Uma que traduzisse o meu lamento, e outra que me recolocasse na terra.

18 comentários:

Goddess Night disse...

Senti uma dor, uma tristeza, uma estranheza... Bateu-me forte este Post.
Fica a saber que estou por cá, com ou sem palavras, o meu olhar, o meu sentir está vivo e a minha amizade, também.

Abraço imenso e cheio de carinho.

nXistence disse...

Se nem dois mil e oito anos e outros tantos biliões de evolução da consciência moral parecem ter conquistado o coração dos humanos, muito menos terias tu essa sorte. Não há moral no sentir? Tivéssemos permanecido animais sociais. Porque sociais mas humanos só complicamos.
Fica-se a pensar se é preferível, na “mesa dos amigos” sentarmos ao lado de um Lucífer ou de um Judas. Com o primeiro sabemos com que contar optando por fugir de uma vida infernal. Com o segundo dão se coisas absurdas como trocar simples objectos pelo afecto gratuito de uma amizade.

Ou não sei..

Tens moral?

Tenho moral?

Sei que suportando mal a faca não se suportará também um perdão.

AC! Que dizer? Força? Ou dois Beijos grandes? Bem hajam essas pétalas que te bastariam.

Abraço apertadito

Menina do Rio disse...

O sentir é o que partilho, desatenta e egoísta enquanto passeio entre as pétalas.
E eu, ocupo os espaços entre olhares e sentires imorais...

Um beijo pra ti meu querido

GarçaReal disse...

Senti tristeza e desencanto neste teu texto.
Ao mesmo tempo uma revolta interior!

Parto a pensar em tudo isto.

Bom Domingo

Bjgrande para ti

impulsos disse...

Dias
Não deixes que te tirem o que de melhor existe na vida.
O sorriso!
Tenho aprendido ao longo do tempo, que, por mais que me custe aceitar, os outros não são como eu...
Não é que eu seja melhor do que eles, mas não me atreveria a fazer como eles!

Encontrei essas pétalas com as quais te defines
Guardei-as no meu punho cerrado
Para que não as perdesse...

Beijo

Um Momento disse...

Meu Querido...
Ia comentar...
mas hoje não o farei...

Abraço-te ...

E ao teu coração sopro-te um eterno...

Beijo Nosso

(*)

Boop' disse...

Não gosto de falar em moral... Flo de ética. De respeito pelo outro, de possibilidade de olhar a vida com os olhos do outro para tentar perceber o seu sofrimento!

Nem sempre é fácil!

Ana disse...

De onde vem tanta amargura e desalento?
É altura de olhar com esperança este ano ainda tão jovem, de pensar nas conquistas que 2008 vai testemunhar, de acreditar que tudo vai mudar para melhor ao longo dos próximos 12 meses.
Depois... o tempo se encarregará de mostrar quais dos anseios não se irão concretizar para já.
E em Dezembro próximo, novo balanço e novo renascimento no primeiro dia de 2009.
Faz falta acreditar! Força e acredita: em ti, na tua moral (com ou sem o prefixo Ego) e nos outros que, mais ou menos egoisticamente, terão nalguma altura, certamente, tempo para responder aos teus pedidos.
Por vezes, os outros têm tempos diferentes dos nossos, moldes diferentes dos nossos, mas estão lá e, mais cedo ou mais tarde, ouvem-nos e confortam-nos, como precisamos.
Bjs

foryou disse...

É que o mundo não é perfeito... e nem a humanidade!

Dias disse...

GOODDESS
Tive saudades tuas miuda. Fui-te acompanhando sempre que pude, estás num periodo incrivel, parabéns.
Sei perfeitamente que estás cá, cá e aqui,
Obrigadão e não percas essa veia, agarra-lhe o ritmo porque é muito bom.

NX
Lucifer, sem duvida, gosto de quem me olha nos olhos quando age.
"Abraço apertadito" cool, soube bem fixe, obrigada miuda.

MENINA
Obrigadão pelo saltão a este lado do charco, sempre um enorme prazer,
Beijo salgado pelo Oceano

Dias disse...

GARÇA
Sentis-te tudo o que escrevi.
Normalmente não me recordo de textos, takes, aromas, cenas, interpretações, sons e mesmo pessoas... recordo sentires, e dos sentires defino as memorias.
Grande beijo para ti.

IMPULSOS
Embora não o consiga ser todos os dias, sou rijo, e tenho um poder de recuperação muito fiavel.
Beijo agradecido

UM MOMENTO
Nosso Beijo

Dias disse...

BOOP
Não tem de ser facil mas também não pode ser egoista.
Muito obrigada miuda e tudo 200% para vocês.
Um beijo e um abraço

ANA
São dias, às vezes tenho destes mas passam-me.
Obrigada e beijos fortes

4U
E muito menos a Humanidade...
Beijo agradecido

as velas ardem ate ao fim disse...

Senti tanta dor!Não te quer ver assimm...

Um grande bjinho

GarçaReal disse...

Hummmmmmmmm

Nova imagem...

Pois........A outra era mais gira...

bjgrande

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá Dias..., eu adorei o teu texto.
Espero ler muitos mais com tanta qualidade.
Beijinhos, com carinho e amizade.
Fernandinha

Dias disse...

AS VELAS
Já passou...
Grande beijinho agradecido.

GARÇA
Se a nova imagem está menos gira, serve os propositos ;)
Grande beijo

FERNANDA
Tu és um enigma... :)
Beijinhos

Teresa Durães disse...

depende talvez das expectativas, digo eu.

quando falham estranhamos

Pratas disse...

Aí está, tristeza a cada palavra. Dias, todos falham, mas todos somos humanos... Move on.

Abração

PS: Muito boa esta tua nova foto.

Minha foto
Algés, Oeiras, Portugal
eu sou quem