quinta-feira, outubro 18

Ensinaram-me mal

Abrimos os olhos para uma realidade violentíssima, em que lobos devoram avós, crianças se perdem em bosques medonhos, e os símbolos do bem, sejam Fadas sejam Príncipes, não hesitam extremar os meios com o fim de “para sempre” viverem felizes.
Os nossos avós deixaram-nos um bom legado de iniciação à vida.

Quando finalmente somos capazes de entender um apanhado do que nos rodeia, obrigam-nos a 20 anos de aprendizagem de um Universo de conquistas, de glórias históricas, cientificas e sociais… umbigismos.
Ensinam-nos mentiras e ilusões, alentam-nos para querer ser muito grandes, apaziguam-nos a raiva, reprogramam-nos, enganam-nos, não nos preparando para a vida, condição obrigatória de qualquer Pai ou Professor para o ser.
E saímos das escolas para um Portugal “cu da Europa” em oportunidades, vazio de carácter, pobre e triste nos conversares e nos agires, despido de sonhos… saímos das escolas preparados para iniciar uma vida, mas não para este Portugal.

Seria tão fácil aproveitar o embalo dos contos da nossa infância para nos vários estádios escolares nos continuarem a apresentar o nosso Mundo como ele realmente é.
Seríamos um pais com menos inventores, menos poetas e menos vedetas futebolísticas, mas seríamos um pais socialmente inteligente e sensível, seríamos duas vezes ricos e aí sim, poderíamos aspirar ao quinto império porque ele nos procuraria.

(vitoria, vitoria, acabou-se a historia)

Abraços
(photo not by me)

22 comentários:

as velas ardem ate ao fim disse...

vitoria, vitoria, acabou-se a historia!

Podes crer.

bjinhos

Sem_Rosto disse...

E sim acabou-se a história para quem um dia com ela sonhou...ou não...
Mas da história se passa á realidade de facto...
Uma realidade triste que ao ser observada com olhos de ver, nos eleva a um socialismo ficticio onde a verdade é ocultada por belas flores artificiais
A Natureza das coisas é invadida por monstros e irradicada por " coisas" que se dizem gente...
A nós , nossos avós deixaram-nos bons legados...
Quanto á aprendizagem social, essa deixa muito a desejar,pois ou aprendemos "ás nossas custas" , ou seremos eternamente"ignorantes", e no final acabaremos sempre a sofrer as consequências dos nossos próprios actos ,por mais benéficos que sejam...
Contudo podemos sempre aproveitar este embalo sincero dos nossos antepassados , que das suas raízes nos plantaram ...
Usufruirmos de tal inteligência e bondade e aos poucos , num todo , também nós irmos distribuindo as suas sementes, plantá-las para que os nossos entes mais queridos delas possas usufruir...e por conseguinte se assim o entenderem ...as partilharem...

Amei o post
Abraço

Sem_Rosto disse...

Corrigindo:...plantá-las para que os nossos entes mais queridos delas [POSSAM] usufruir...

sniqper ® disse...

Meu Caro...
Primeira visita ao seu blogue, mas gostei, dou por bem empregue o meu tempo, porque se fosse empregado, era mentira, porque de facto estou desempregado...
...intervalo, limpo as lágrimas que teimosas molham o meu teclado de guerra...
Continuando, o facto de Portugal ser o Cú da Europa não vejo qual o problema, porque desse tão necessário terminal de orgão, saem as inutilidades do nosso corpinho, mas de facto é pena que assim não funcione em Portugal.
Ou seja, poderia servir para expelir o que de mau anda por cá, mas estamos com uma prisão de vivência terrível, no fundo se assim continuarmos, estamos feitos, isto ainda dá um estoiro e é m..... por todos os lados!
Gostei, voltarei.

*Marta* disse...

Desejo-te uma boa viagem e que encontres por lá o que não achas no teu Portugal.. (podre mas apesar de tudo, belo)

Beijos

Goddess Night disse...

Quantas vezes considerei abandonar este país que me viu nascer. Quantas já me arrependi de não ter partido. Milhões de vezes digo e penso "eu não devo ser daqui". Mas a porcaria dos sentimentalismos e a ilusão de que isto poderia mudar, manteve-me aqui até aos dias de hoje.
Sim, grande é a desilusão e a infelicidade que aqui se respira.
Amo este país, mas estou 100% de acordo contigo, aqui em nada progredimos e o que mais lamento é eu fazer parte desta teia e na minha rotina indentificar-me muito pouco com o que me rodeia.

Muito mais haveria para dizer, porque este é um excelente Post.

Beijão Grande, MESMO MUITO GRANDE

lurainbow disse...

Voltei por quanto tempo não sei :))
Beijinho cheio de CORES
E não os tenho comentado e visitado pois emprego novo e... falta de TEMPO :))

lurainbow disse...

Voltei por quanto tempo não sei :))
Beijinho cheio de CORES
E não os tenho comentado e visitado pois emprego novo e... falta de TEMPO :))

marta disse...

É a primeira vez que comento, apesar de não ser a primeira vez que cá venho. Já faz tempo que segui o link desde o Citadel.
Gostei muito do post, também me ensinaram mal, também eu fui enganada!
Mas... depois de determinado ponto, fui eu que me deixei enganar.
Ao ler o post fui-me apercebendo, sou eu que preciso desse engano...
Quando me dizem a verdade toda, mesmo a que eu já sei, qd me tiram este tipo de enganos, qd deixam de me fazer acreditar que Portugal já não é o "cu da Europa"... eu sinto falta da ilusão. Uma ilusão que eu escolhi consciente, para que os dias tenham mais sol.

GarçaReal disse...

Costuma-se dizer...Que temos que viver com aquilo que temos.O que temos é muito pouco...Mas infelizmente é o que há.
Há um país a liderar as caudas.

Que tristeza


bjgrande

impulsos disse...

Pois é Dias
Estamos todos no mesmo barco, em que nos meteram um dia...
Vamos navegando por aí... ao sabor das incertezas e das sentenças de quem nos governa...
Que podemos fazer?


Beijo

Diva disse...

Tambem fui enganada...E tou em plena cauda de Africa. Enfim...
Bjs meus

moonlover disse...

Viagem!?

Nostalgico!

Desilusão...

um beijo animador

mari crrrrruuuu... disse...

De facto, já fomos um Portugal, não cú da Europa mas sim cabeça, que nos permitiu ser um país glorioso e rico, como hoje é Inglaterra por exemplo!
De facto, até defendo que estamos bem, geograficamente, e por isso já fomos grandes!
De facto, o que nos falta são pessoas que percebam o que nos descreves no post e que façam algo útil e que parem de contar histórias de encantar num país desencantado com a realidade!

Temos bons contadores de histórias, na verdade. E o resto??

Bom post!
Bjinho enorme

Dias disse...

AS VELAS
Infelizmente...
Beijinhos

SEM ROSTO
Tenho (temos) tentado que a semente não caia em campo esteril, mas a nossa propria motivação para semear tem-se diluido na mentira das desilusões.
Abraço

SNIQPER
O problema é que me parece que já demos o estoiro à mais de uma decada, só que continuamos a evitar constatá-lo.
Boa sorte para ti.

Dias disse...

MARTA (num bis de beijos)
Portugal é LINDISSIMO, mas já não ha pachourra!
Beijos

GODDESS
Existe FELIZMENTE a hipotese de não descontar para Portugal, apenas isso permite moralmente continuar a viver deste lado da fronteira.
Beijão imenso

LURAINBOW
Tudo de bom e não te preocupes, passas quando podes, o Real é sempre o mais importante.
A melhor das sortes.

Dias disse...

MARTA
O português desde novo aprendeu a viver o Sol ciente que o poderia viver MUITO MELHOR, mas adaptado ao Fado de apenas lhe viver migalhas. (eu sou português e tenho ilusões... mas dos que fala e faz!)
Sim, conhecemo-nos relativamente bem de vista, eu e tu. :)

GARÇA
A questão é que SO "temos de viver com aquilo que temos" se constatarmos que nos dão o possivel, NUNCA quando constatamos diariamente que quem devia dar NÃO O SABE fazer.
Grande beijo

IMPULSOS
Podemos fazer um molho de coisas, mas não vamos fazer nada...
Beijo

Dias disse...

DIVA
Por esses lados a charada ainda é mais surrealista.
Beijo muito forte

MOON
Recebido e com efeitos imediatos.
Outro, muitissimo agradecido, para ti.

MARY
Acredito que não seja tarefa facil, mas basta-nos UM Homem competente, UM homem corajoso, UM homem que queira ajudar o pais.
Até pelo factor geografico Portugal se torna um passeio de gerir, seria tão facil que até irrita.
Enorme beijinho

Alma Nova disse...

Vim aqui ter e gostei do que li...pelo realismo e veracidade das palavras. Voltarei.

Pratas disse...

O texto está brutal... a foto sem palavras... o significado, todo ele se identifica com a minha visão da Coisa...

1 Abraço

Mestre disse...

"Saimos a escola para iniciarmos uma vida" mas de facto não estamos preparados para o que vamos encontrar.

Grande texto, muitas verdades (como sempre) e algum sabor a pessimismo. Acho que temos um grande país, temos grandes pessoas e podemos fazer muito mais. Infelizmente, não temos líderes à altura e todos os que lá chegam são "toldados" pelo alcool do poder.

Ainda acredito, porque não acreditar é morrer. Grande abraço.

Sony disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Minha foto
Algés, Oeiras, Portugal
eu sou quem